Forum Pplware

Versão Completa: Playboy vai distribuir jogo PoisonVille...
Está de momento a ver uma versão reduzida do nosso conteúdo. Ver versão completa com o formato adequado.
Páginas: 1 2
A Playboy anunciou recentemente uma parceria com a BigPoint de forma a distribuir o seu MMO "PoisonVille" através do seu site oficial.

Este é mais um exemplo de como as redes sociais, a internet e os jogos continuam a merecer especial atenção às diversas marcas, e neste caso, mais um exemplo de como pode efectivamente haver uma simbiose próxima entre jogos e as mais diferentes restantes áreas.

PoisonVille coloca os jogadores numa metrópole ficcional onde é suposto combater a corrupção de que a cidade se encontra repleta.
À primeira vista, as únicas associações directas entre o jogo e a famosa marca das coelhinhas remete-se para as "boazonas" que habitam e se passeiam pela cidade. No entanto, o futuro dirá se algum tipo de novos conteúdos será adicionado especificamente para esta associação.

A relação entre a Playboy e o mundo dos videojogos não é virgem, pois já no passado ano de 2005 foi lançado um jogo para PC, PS2 e Xbox denominado de "PlayBoy: The Mansion", que embora não tendo sido um sucesso técnico, certamente conseguiu trazer um pouco de erotismo extra ao mundo dos jogos.

Poderá esta associação inicial indicar a existência duma estratégia a médio prazo para distribuição de videojogos da Marca de Hugh Heffner??

PoisonVille sai em 2010, mas não será certamente tempo perdido, uma ou outra visita semanal ao site da Playboy para saber novidades Tongue.

Site Oficial de PoisonVille aqui.

Anuncio no site da Playboy aqui.

Eu por acaso tenho o Playboy:The Manson para a PS2 e sinceramente nao achei que fosse um jogo por ai alem, ou melhor mesmo fraquito, mas vendo o video este novo jogo ate me pareceu um jogo razoavelmente aceitavel, mas nao tens uns graficos excepcionais
Jogar Playboy: The Mansion resumia-se a desbloquear (já nem me lembro se era assim que funcionava) as fotos das "coelhinhas" reais. lol

Aquilo (especialmente para quem nem nunca gostou sequer de Sims e jogos do género) era do pior mesmo.
na Playboy the Mansion tu fazias era a revista, e ias desbloquando parte da casa
Mas para além disso não ias desbloqueando também as capas/fotos das edições reais da revista?!
Nao tenho essa ideia, mas tambem ja nao jogo a algum tempo
Reparem que este jogo não é da Playboy ... a Playboy apenas o irá distribuir através do seu site.
Pode ser que no futuro venham a haver conteúdos para PoisonVille dedicados à Revista, mas por enquanto o jogo é uma coisa completamente distinta da Playboy.

Ao que me parece a Playboy quer começar a fazer distribuição de jogos, tentando concorrer com a Steam... mas duvido que tenham as infraestruturas, conhecimento e contexto adequado.
Já agora .. como se chamaria o seu portal?
S(ex)team
Tongue
Concorrencia a Steam é muito dificel, eles tem muitos anos de experiencia, ja com muitos adeptos, penso que combater taco a taco seria uma missao impossivel, mas penso que uma alternativas, nao do mesmo nivel mas funcional é capaz de serem capaz de implementar
(28-08-2010 11:02)aucrun Escreveu: [ -> ]Ao que me parece a Playboy quer começar a fazer distribuição de jogos, tentando concorrer com a Steam...
Sou da mesma opinião, duvido mesmo que algum dia chegue, pelo menos, a 1/3 do que a Steam é!
E o publico alvo não é o "adequado"... Sinceramente, acho que existe aí algum erro, pelo menos acho completamente ridículo a Playboy querer concorrer com a Steam. Agora se me disserem que ganharam uns milhões para o fazer, aí sim, acredito, mas nada passa de marketing! Wink
Concordo convosco ... a Playboy está a querer reinventar-se, aderindo ao fenómeno gaming, mas penso que está completamente misplaced.
O futuro o dirá ...

No entanto, este é um assunto que penso ainda ter mais para dar.
A distribuição digital de conteúdos será talvez um dos caminhos mais importantes para a industria dos videojogos, e exemplos como a Steam, creio terem um papel fundamental nestes primeiros passos. Acho, no entanto estranho ainda não terem aparecido grandes alternativas, concorrência a sério. Será que o mercado ainda não avaliou o real potencial disto?

Com a massificação das bandas largas e da fibra (cá e no resto da Europa e América do Norte), com o maior controlo de custos que estas medidas trazem para os distribuidores, com as mais valias para as equipas de desenvolvimento (menos intermediários a tirarem-lhes o que é deles), sinceramente penso que este é o caminho ...
Páginas: 1 2
URL's de Referência