Forum Pplware
Deolinda ao poder! - Versão de Impressão

+- Forum Pplware (http://forum.pplware.com)
+-- Fórum: Comunidade (/forumdisplay.php?fid=6)
+--- Fórum: Multimédia (/forumdisplay.php?fid=40)
+--- Tópico: Deolinda ao poder! (/showthread.php?tid=846)

Páginas: 1 2


RE: Deolinda ao poder! - seBENTA - 14-12-2008 09:36

(13-12-2008 18:21)Bruno Bernardino Escreveu:  seBENTA...

acho que tens muita ingenuidade nesse teu comentário...

Eu compreendo o Playback musical... mas vocal? Mesmo essas bandas que falas que têm guitarras, baixos, teclados, etc. até podiam estar ali a "fingir" que tocam, mas o playback vocal não faz sentido nenhum mesmo, nem há desculpas!!!

Eu ADOREI um gesto que vi o Marco Paulo (!!) ter num programa qualquer do Herman aqui há uns anos, que foi cantar ao vivo, mesmo estando rouco!! É de louvar! Agora estas pimbalhadas e pseudo-"hip-hop"s que se vê na tv e afins a cantar sempre em playback... enfim...


quem me dera a mim a ingenuidade....
Em 1º lugar, quem impõe o playback são os programas, nunca o artista
Em 2º , nos seBENTA, sempre fomos TOTALMENTE contra qualquer tipo de playback,onde há possibilidade ( raro, muito raro ), o vocalista pede sempre para deixarem o micro dele aberto. ( pelo menos ele terá algum gozo ).
Em 3º, concordo em absoluto com as " pimbalhadas e pseudo hip-hops ", mas isso são outros problemas, não te esqueças que esse tipo de pseudo-artistas só existem porque o povo ( infelizmente a grande maioria, é verdade, não vale a pena dizer que está a mudar, porque não )gosta que eles existam.
E depois, para ser sincero, não vejo diferença entre playback total, ou parcial, porque uma banda NUNCA É SÓ o vocalista, então e os outros ?
por esse prisma o trabalho de criatividade musical não vale nada, desde que o vocalista cante bem...
Quanto aos Deolinda, quando digo que é mais fácil para eles poderem tocar ao vivo em vez de playback, é verdade, em termos técnicos é verdade, nos seBENTA também já fizemos o mesmo em algumas rádios, levamos as nossas guitarras acústicas e tocamos em directo alguns temas em acústico, só 2 guitarras, voz e uns bongós, dá um gozo enorme, ainda mais porque aproveitamos para reinventar os temas, tocamo-los sempre sem ensaiar nada, só pelo gozo de estar a tocar tipo trapézio sem rede, sem margem para erro.
Ah! e isto não é mesmo nada contra ou a favor dos Deolinda,até porque somos colegas de editora, somos ambos artistas da IPLAY, portanto o sucesso deles é o nosso e vice-versa.

Gde abraço aqui dos seBENTA


RE: Deolinda ao poder! - Bruno Bernardino - 14-12-2008 10:59

seBENTA...

1º Ok, que seja, mas nunca os vi a queixarem-se... (para além de vocês agora)

2º Estamos a falar no geral, obviamente há excepções

3º Não vês a diferença? Eu sou vocalista e guitarrista (de uma banda de garagem, não vamos a programas de tv nem nada do género) e acredita que há muita diferença! Os restantes membros da banda podem estar em playback (pode-se justificar pela falta de condições, ou pelos encargos que teria instrumentalizarem a música ao vivo), mas o vocalista não tem razões. E não estou a desvalorizar o trabalho dos restantes membros da banda, nem a dizer que a banda é só o vocalista, foste tu que puseste essas palavras na minha boca, daqui nunca saíram.

Só mais um reparo, também acho que as bandas musicais são responsáveis pelo facto dos programas "imporem" playback (como tu dizes, pois eu não tenho como confirmar isso), pois se todos recusassem se calhar eles acabariam por ceder.

Não é um reparo ingénuo, pois eu sei que têm os contratos, blá blá blá, mas se vão assinar um contrato (em que quase vendem a alma), ao menos não os deixem impor esse tipo de regras, se é que existem.

Não conheço a vossa música, mas desejo-vos boa sorte


RE: Deolinda ao poder! - seBENTA - 14-12-2008 15:03

(14-12-2008 10:59)Bruno Bernardino Escreveu:  seBENTA...

1º Ok, que seja, mas nunca os vi a queixarem-se... (para além de vocês agora)

2º Estamos a falar no geral, obviamente há excepções

3º Não vês a diferença? Eu sou vocalista e guitarrista (de uma banda de garagem, não vamos a programas de tv nem nada do género) e acredita que há muita diferença! Os restantes membros da banda podem estar em playback (pode-se justificar pela falta de condições, ou pelos encargos que teria instrumentalizarem a música ao vivo), mas o vocalista não tem razões. E não estou a desvalorizar o trabalho dos restantes membros da banda, nem a dizer que a banda é só o vocalista, foste tu que puseste essas palavras na minha boca, daqui nunca saíram.

Só mais um reparo, também acho que as bandas musicais são responsáveis pelo facto dos programas "imporem" playback (como tu dizes, pois eu não tenho como confirmar isso), pois se todos recusassem se calhar eles acabariam por ceder.

Não é um reparo ingénuo, pois eu sei que têm os contratos, blá blá blá, mas se vão assinar um contrato (em que quase vendem a alma), ao menos não os deixem impor esse tipo de regras, se é que existem.

Não conheço a vossa música, mas desejo-vos boa sorte

A imposição dos programas baseia-se no facto de pura e simplesmente não terem condições ( ou não as criarem )para as bandas ou artistas a solo tocarem ao vivo, ou seja, não há programa nenhum onde isso se possa fazer, só e apenas em casos muito pontuais é que acontece um playback parcial (do instrumental). Como te digo, não há músico que goste de ir fingir que toca ( músico a sério, bem entendido).
Não te esqueças que estás em Portugal, não há uma verdadeira " indústria " musical, em que a música seja tratada como arte , e levada a sério como tal,com condições. Até pelo pormenor de um livro levar iva de 5% e um cd leva taxa máxima, ou seja, literatura é cultura, música não, percebes ?
Acredita que a questão do playback é um pequeno pormenor, no meio de tantos lobbys e sapos a engolir no hilariante meio musical português.

Já agora, deixa uma opinião sobre a nossa música

http://www.myspace.com/sebenta

gde abraço aqui dos seBENTA


RE: Deolinda ao poder! - Bruno Bernardino - 14-12-2008 16:34

Ok, ficamos esclarecidos com as tuas referências aos "músicos a sério" (e a maior parte dos que vão à tv não o são) e também com a falta da indústria musical, com o qual concordo.

Agradeço o reparo do IVA, pois nunca me tinha apercebido disso...

Ouvi os singles que lá estão no MySpace e achei-os muito bons, apesar de não ser um estilo que eu aprecie (sei apreciar boa música mesmo não sendo da minha preferência).