Colocar Resposta 
 
Avaliação do Tópico:
  • 1 votos - 5 Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Sendo verdade...
10-10-2011, 02:27 (Esta mensagem foi modificada pela última vez a: 10-10-2011 02:29 por progster.)
Mensagem: #21
RE: Sendo verdade...
Boa noite.

(10-10-2011 01:45)RaCcOn Escreveu:  
(09-10-2011 19:06)Progster Escreveu:  Boa tarde.

Aquilo lá na Grécia não é nenhuma revolução, se tem ou não adiantado alguma coisa..., provavelmente não, mas ao menos dão mostras da revolta que o povo sente. E nós? Nós é "bend over" quer se goste ou não, pois não temos escolha e a isso somos obrigados...
Se isso acontecesse por cá bem que os politicos andavam de caudinha entre as pernas, e provavelmente já não falariam tanto que sabem o que o povo está a passar, dos sacrificios, etc...

E o dinheiro dos emigrantes o que tem? Em que é que isso vai ajudar, especialmente nos dias de hoje. Se fosse no minimo á 10 ou 15 anos atrás ainda vá que não vá, e mesmo assim...

Sem estar a generalizar pois á casos e casos, achas mesmo que a maioria dos emigrantes quando regressam e estou a falar dos que regressam ao pais especialmente nos dias de hoje, vão investir o dinheiro que tanto lhes custou a ganhar?... Para que? Para o perderem em 2 tempos. Ok. Existem sempre aquelas ideias de sucesso não digo que não, mas...

A maioria provavelmente quer é um cantinho para passar o resto da velhice, e dinheiro suficiente no bolso para levar uma vida com o minimo de dignidade.

Cumprimentos.

Boa noite,
Aquilo lá na Grécia não funciona porque as pessoas estão a trabalhar antes com o corpo e apenas depois com a cabeça...
Quando se decide agir, há que agir com inteligência, coisa que infelizmente os Gregos não estão a fazer...estão a acabar de destruir o pouco que já tem através da força e da brutalidade...
Estão a destruir-se a eles próprios, já viste quantas pessoas já não morreram ou ficaram incapacitadas para o resto da vida devido aquilo?
Já viste as despesas que eles estão a criar devido aquilo?Seria a mesma coisa que eu estar mal de finanças e começar por aí a partir tudo e mais alguma coisa a minha volta...resulta?não!o máximo que iria conseguir era ter uma série de despesas extra para pagar o que destruí e enterrar-me ainda mais...
Em tudo na vida há que ter equilíbrio, agir em conformidade com o cenário que temos e ser inteligente e acertivo.
Se isso acontecesse em Portugal, iríamos tal como os Gregos ser considerados pela Europa como uma cambada de vândalos...e de nada nos iria adiantar...
Os politicos aqui pouco ou nada fazem, eles estão a cumprir aquilo que quem nos empresta o dinheiro para nos mantermos e não entrar-mos em banca rota diz que temos de fazer...são as condições e ou ficamos com elas ou não vemos um tostão.
O que havia para ser feito quanto a política aqui, era a muito tempo atrás e não agora...agora é a mesma coisa que alguns deste lado da barricada dizem...
"É tirar-nos direitos que nos foram concedidos"...não é justo não é?pois claro...

Os emigrantes são aqueles que trazem para nós uma grande parte do dinheiro que nós enviamos para os outros países ao comprar-mos artigos deles...a economia é baseada no peso da nossa moeda e na quantidade de dinheiro que circula no nosso país...quanto mais dinheiro houver a circular aqui dentro, quer dizer que estaremos melhor financeiramente.
Daí ser importante haver um equilíbrio na balança de Importações Vs Exportações, ou seja, o dinheiro que ser pelo menos igual ao que entra pois caso esteja a sair mais do que entra já se sabe o que acontece não é?
O que necessitamos para a balança se equilibrar para as exportações?Produzir...temos de produzir e levar o nosso produto além fronteiras.
Não podemos competir por causa do preço?Podemos competir na qualidade...

Mesmo que eles venham para cá apenas passar a velhice, trazem o dinheiro de lá para cá...depositam em contas bancárias e gastam no seu dia-a-dia...trazer dinheiro para cá não quer dizer que o tenham de investir num negócio...quer dizer que eles o deverão gastar cá!!!
Porque é que Lisboa e Algarve são as zonas mais evoluídas e com melhor qualidade de vida do país?
Porque quem vem a Portugal, empresários passam por Lisboa...turistas passam pelo Algarve...
No norte, nós produzimos, temos a maior zona fabril do país...

Sempre ouvi falar mal deste país, e adivinha quem são as pessoas que pior falam?Nós Portugueses...

São os Portugueses que emigraram para França a uns anos atrás, foram para lá limpar a porcaria dos outros e fazer o trabalho que mais ninguém queria fazer mas a ganhar mais uns trocos...iam para casa e comiam sandes, sopa e bebiam água...iam trabalhar de bicicleta ou a pé, quer fizesse sol, chuva ou estivesse a nevar...mas...em Agosto, vinham a Portugal passar férias...
Cá, eram os maiores ficavam cá um mês inteiro se necessário até a pagar um hotel, lá vinham eles carregados de produtos francesses por aí fora e como é natural não podia faltar o carro de topo que lá durante todo o ano estava parado na garagem e com o seguro cancelado porque lá é bem mais caro que cá...
Chegam cá, vão comer a restaurantes e fazem questão de falar Frances nem que lá estejam a viver apenas a 1ano...quando são obrigados a falar Português, ou misturam umas palavras de Frances pelo meio para dar o toque ou então ganham uma pronúncia para dizerem que são emigrantes.
Vão a qualquer lado e fazem questão de criticar tudo e todos, porque em França é que é, e as coisas não são assim são bem melhores...mesmo que nem sequer saibam do que estão a falar.
Aproveitam para comprar tudo e mais alguma coisa que tenha algo a ver com Portuga, seja para utilizar cá durante as férias(isto porque só um emigrante anda com uma camisola a dizer "Portugal" como se de uma T-Shirt normal se tratasse), como também para levar para lá e dizerem a toda a gente que são Portugueses...
Na realidade salvo algumas excepções, não passam de labregos que nem sequer falar sabem, mas que ganharam um pouco mais de dinheiro e já se julgam os maiores.

Depois temos o verdadeiro Português, que está cá e que a única vez que saiu de Portugal foi para ir até Tui buscar chocolates nas excursões organizadas por alguém e voltaram...
São aqueles que nunca fizeram nada pela vida, mas que passam a vida a criticar tudo e todos a sua volta...ora é a crise ora é o politico ora é o empresário ora é o vizinho...
São aqueles que usualmente olham para a vida dos outros como se da sua vida se tratasse, e que se virem que esse vive melhor que eles já é um 31 do caneco na cabeça dessa gente...e como o gajo vive melhor que eles, o gajo é um alvo a abater...qual é a melhor maneira de o abater?dizer mal dele a toda a gente...

Agora, antes que pensem que estou aqui a falar de cabeça...
Grande parte da minha família é emigrante, e muitos deles enquadram-se naquilo que falei ali mais acima..aliás infelizmente é uma descrição ao pormenor de alguns até...
Os meus pais foram emigrantes e eu próprio já vivi fora de Portugal.
Como qualquer emigrante que se preze também vinha-mos de férias cá todos os anos, e uma das únicas vezes que falei em Frances para a minha mãe cá em Portugal levei uma lapada que quase caia da cadeira onde estava sentado e ouvi "Estás em Portugal, sabes falar Português, falas Português".

A mudança, somos nós que a fazemos por nós...se todos decidirmos melhorar isto e fazer a nossa parte com pés e cabeça, como é obvio, isto melhora...é necessário é mudarmos a nossa mentalidade e não andarmos aqui a disparar em todos os sentidos apenas por disparar e porque está na moda...

Prometi a mim mesmo que não iria discutir este tipo de assuntos no forum e desta vez já fui mais além daquilo que deveria ir...

Bem, que testamento...
Quanto á questão da Grécia, não discordei de ti, muito pelo contrario, como já disse anteriormente só iria piorar a situação actual, mas que talvez fizesse algum bem pela moral, lá isso faria...

Sim, provavelmente são os portugueses que falam pior de Portugal, mas também como portugueses conhecemos é aquilo que é nosso...

Não vejo é qual é o mal, de usufruirem do dinheiro que ganharam a mais. Ok, existem aquelas aves raras que... enfim..., então mas se trabalharam e se ganharam o dinheiro honestamente, qual é o mal de darem mostras do que têm, mesmo que não tenham nada e que "lá" não façam a vida que cá fazem quando vêm de férias?.
Eu acho é que todos nós ficamos com uma pontinha de "inveja", quando vemos os outros com uma vida um pouco melhor do que a nossa, sejam ou não emigrantes e quer ou não o queiramos admitir.

Qual é o problema em "disparar em todos os sentidos"?. Mas havemos de estar sempre a comer e calar?...

Cumprimentos.

[Imagem: ztc07a.jpg]
Não resolvo dúvidas por PM.
Procurar todas as mensagens deste utilizador
Citar esta mensagem numa resposta
10-10-2011, 10:38
Mensagem: #22
RE: Sendo verdade...
(10-10-2011 02:27)Progster Escreveu:  Bem, que testamento...
Quanto á questão da Grécia, não discordei de ti, muito pelo contrario, como já disse anteriormente só iria piorar a situação actual, mas que talvez fizesse algum bem pela moral, lá isso faria...

A violência e o distúrbio nunca fez bem a ninguém, temos vários exemplos disso na história, na nossa e na de outros países.


(10-10-2011 02:27)Progster Escreveu:  Sim, provavelmente são os portugueses que falam pior de Portugal, mas também como portugueses conhecemos é aquilo que é nosso...

Exactamente, e como Portugueses também temos o dever de zelar por aquilo que é nosso pois foi aquilo que nós criamos...
Seria mais ou menos a mesma coisa que agora eu vir para aqui falar mal da minha empresa, daquela que eu próprio criei...
Uma coisa é ser ético e acertivo, outra é dizer mal por dizer...o que nós fazemos numa generalidade é dizer mal apenas por dizer.
Seres inteligente, é pegares num ponto fraco e dizeres que este não deveria de ser assim mas de outra forma, dando a tua opinião e explicando como é que achas que deveria de ser...
Dizeres mal por dizeres, pegares nesse mesmo ponto fraco e espingardeares para todo o lado sem nunca dar uma solução ou um ponto de vista em concreto, é basicamente dizeres mal só porque sim, até podes estar a falar de algo que está efectivamente mal, mas e a solução?Além disso aproveitas e insultas quem tomou aquela decisão.(Infelizmente é o que mais se faz neste país, cada vez mais vejo mais Engenheiros, Doutores, Futebolistas, Treinadores, Advogados, Juizes, Advogados e até Economistas por este país fora, pena é que sejam todos de bancada).




(10-10-2011 02:27)Progster Escreveu:  Não vejo é qual é o mal, de usufruirem do dinheiro que ganharam a mais.

Vamos lá ver as coisas bem vistas, afinal eles como alguém que tem mais dinheiro não tem como obrigação de ajudar quem tem menos?


(10-10-2011 02:27)Progster Escreveu:  Ok, existem aquelas aves raras que... enfim..., então mas se trabalharam e se ganharam o dinheiro honestamente, qual é o mal de darem mostras do que têm, mesmo que não tenham nada e que "lá" não façam a vida que cá fazem quando vêm de férias?.

Uma coisa é usufruires daquilo que tens da maneira que queres e até aí nada contra...aliás eu sou o primeiro a dizer que faço usufruto do que tenho da maneira que quiser e bem me apetecer e ninguém tem nada a ver com o assunto, isto porque felizmente não dependo de ninguém, nem vivo as custas de outrém.
Mas outra coisa é lá não terem onde cair mortos, e virem para cá fazerem-se de reis...
Há que ser coerente...para fazer a vida que muitos lá fazem apenas para vir de férias em Agosto e fazerem-se de grandes, estava em Portugal.
Como em tudo na vida há que haver um equilíbrio e na maioria desses casos falta humildade...chegam cá e julgam-se superiores a tudo e todos quando na realidade não passam de uns borra botas.
Os meus pais também lá estiveram, faziam grande vida e até na minha opinião exageravam em algumas coisas, mas nunca os ouvi a dizer "Na França é que é e aqui é tudo uma porcaria", ouvi foi a dizerem, "Em França fazem isto da forma XXXX que funciona melhor do que da forma YYYY que fazem cá.".


(10-10-2011 02:27)Progster Escreveu:  Eu acho é que todos nós ficamos com uma pontinha de "inveja", quando vemos os outros com uma vida um pouco melhor do que a nossa, sejam ou não emigrantes e quer ou não o queiramos admitir.

Quando vejo alguém com uma vida melhor que a minha, e não necessito de ir muito longe para o ver, não fico com inveja mas sim com orgulho dessa pessoa que vive melhor que eu.
Se achar que essa mesma pessoa é um exemplo a seguir, penso "Um dia irei ser como tu".
Quando há inveja, geralmente pensasse "Um dia vais ser como eu".

(10-10-2011 02:27)Progster Escreveu:  Qual é o problema em "disparar em todos os sentidos"?. Mas havemos de estar sempre a comer e calar?...
Cumprimentos.

Então queres dizer-me que a única hipótese para não "comer e calar" é "disparar em todos os sentidos?
Ser acertivo e construtivo, criticar com soluções com pés e cabeça...
Eu também não concordo com muitas coisas por cá, assim como muitos que por cá andam e que nem sequer comentam, não é por isso que comem e calam.
Temos é de ser tanto para um lado como para o outro.
Equilibrio só isso.
Visitar Website de este utilizador Procurar todas as mensagens deste utilizador
Citar esta mensagem numa resposta
10-10-2011, 11:49
Mensagem: #23
RE: Sendo verdade...
Bom dia.

(10-10-2011 10:38)RaCcOn Escreveu:  (...)
A violência e o distúrbio nunca fez bem a ninguém, temos vários exemplos disso na história, na nossa e na de outros países. (...)

Não digo o contrário, mas quanto á moral... tenho uma opinião diferente.

(10-10-2011 10:38)RaCcOn Escreveu:  (...)
Exactamente, e como Portugueses também temos o dever de zelar por aquilo que é nosso pois foi aquilo que nós criamos...
Seria mais ou menos a mesma coisa que agora eu vir para aqui falar mal da minha empresa, daquela que eu próprio criei...
Uma coisa é ser ético e acertivo, outra é dizer mal por dizer...o que nós fazemos numa generalidade é dizer mal apenas por dizer.
Seres inteligente, é pegares num ponto fraco e dizeres que este não deveria de ser assim mas de outra forma, dando a tua opinião e explicando como é que achas que deveria de ser...
Dizeres mal por dizeres, pegares nesse mesmo ponto fraco e espingardeares para todo o lado sem nunca dar uma solução ou um ponto de vista em concreto, é basicamente dizeres mal só porque sim, até podes estar a falar de algo que está efectivamente mal, mas e a solução?Além disso aproveitas e insultas quem tomou aquela decisão.(Infelizmente é o que mais se faz neste país, cada vez mais vejo mais Engenheiros, Doutores, Futebolistas, Treinadores, Advogados, Juizes, Advogados e até Economistas por este país fora, pena é que sejam todos de bancada). (...)

Penso que não seria a mesma coisa. Entre outras coisas, uma coisa é falar "mal" de politica, e de "vidas melhores" outra é falar mal do que é "nosso", e por nosso refiro-me aos "nossos" próprios bens material, sejam poucos ou muitos.
No meios desses "insultos" vem sempre a solução de que falas se a(s) pessoa(s) que a proferem se apercebem ou não, já é outra questão. E deixa-me que te diga enquanto forem insultos verbais ainda a coisa vai bem... Wink

Quanto aos Engenheiros, Doutores, Futebolistas, Treinadores, Advogados, Juizes, Advogados, Economistas, o que é que querias? Para além de sermos "puppets" da Europa, ainda temos a mentalidade dos últimos 30 anos...

(10-10-2011 10:38)RaCcOn Escreveu:  (...)
Vamos lá ver as coisas bem vistas, afinal eles como alguém que tem mais dinheiro não tem como obrigação de ajudar quem tem menos? (...)

Obrigação? Obrigação do que? Trabalharam e ganharam o dinheiro honestamente, não digo que não emprestem algum dinheiro..., mas e o retorno? É para quando? Nos dias de hoje hoje será que é certo? Se calhar podem dizer o mesmo de ti, (epá aquele tem uma empresa, logo tem dinheiro e tem a obrigação de nos ajudar").
De resto quanto a "ajudar", a maioria costuma levar conhecidos e familiares para "lá", queres melhor ajuda?

(10-10-2011 10:38)RaCcOn Escreveu:  (...)
Há que ser coerente...para fazer a vida que muitos lá fazem apenas para vir de férias em Agosto e fazerem-se de grandes, estava em Portugal. (...)

Tal como já disse há casos e casos, em que alguns... enfim, mas estando em Portugal, se fizesses a vida que eles fazem será que tinhas os €'s extra para isso? Não me parece...

(10-10-2011 10:38)RaCcOn Escreveu:  (...)
Quando vejo alguém com uma vida melhor que a minha, e não necessito de ir muito longe para o ver, não fico com inveja mas sim com orgulho dessa pessoa que vive melhor que eu.
Se achar que essa mesma pessoa é um exemplo a seguir, penso "Um dia irei ser como tu".
Quando há inveja, geralmente pensasse "Um dia vais ser como eu".(...)

Quanto a isto já disse o que tinha a dizer.

(10-10-2011 10:38)RaCcOn Escreveu:  (...)
Então queres dizer-me que a única hipótese para não "comer e calar" é "disparar em todos os sentidos?
Ser acertivo e construtivo, criticar com soluções com pés e cabeça...
Eu também não concordo com muitas coisas por cá, assim como muitos que por cá andam e que nem sequer comentam, não é por isso que comem e calam.
Temos é de ser tanto para um lado como para o outro.
Equilibrio só isso (...)

Equilibrio? Correndo o risco de estar a interpretar mal, pela tua lógica um dos lados da balança está mais pesado que o outro não? Big Grin

Cumprimentos.

[Imagem: ztc07a.jpg]
Não resolvo dúvidas por PM.
Procurar todas as mensagens deste utilizador
Citar esta mensagem numa resposta
10-10-2011, 13:01
Mensagem: #24
RE: Sendo verdade...
Que bela noticia:
Jardim opõe-se a austeridade discricionária e fidelidades

Por uma questão de coerência, este rapaz também devia estar contra o privilégio discricionário.
Entenda-se:
Impostos iguais
IVA igual
Viagens de avião para o "contenente" ao mesmo preço que nós
Subsidio de insularidade... com os porcos ...

digo eu ...
Procurar todas as mensagens deste utilizador
Citar esta mensagem numa resposta
10-10-2011, 17:44
Mensagem: #25
RE: Sendo verdade...
(10-10-2011 13:01)JPedrosa Escreveu:  Que bela noticia:
Jardim opõe-se a austeridade discricionária e fidelidades

Por uma questão de coerência, este rapaz também devia estar contra o privilégio discricionário.
Entenda-se:
Impostos iguais
IVA igual
Viagens de avião para o "contenente" ao mesmo preço que nós
Subsidio de insularidade... com os porcos ...

digo eu ...

Lá... como cá... existe sempre quem concorde com este tipo de postura e falta de seriedade, afinal votam neles.
Enquanto não se correr com este tipo de ser, isto irá acontecer.
Procurar todas as mensagens deste utilizador
Citar esta mensagem numa resposta
10-10-2011, 18:51
Mensagem: #26
RE: Sendo verdade...
António Barreto diz que dirigentes políticos enganaram a opinião pública

"«A verdade é que se escondeu informação e se enganou a opinião pública. A acreditar nos dirigentes nacionais, vivíamos, há quatro ou cinco anos, um confortável desafogo», afirmou o também presidente do conselho de administração da Fundação Manuel dos Santos, num discurso que fez em Lisboa."

"Depois de uma situação que permitia «fazer planos de grande dimensão e enorme ambição», passou-se, «em pouco tempo, num punhado de anos», a uma «situação de iminente falência e de quase bancarrota imediata»"

"...«há países e governos, a começar pelo nosso, que foram imprevidentes, complacentes e irresponsáveis». «Pode ser grande a origem externa das nossas dificuldades. Mas a verdade é que é isso mesmo o que se pede aos governantes: que prevejam dificuldades, que previnam problemas e que protejam os seus povos durante as tempestades»."

"«Tivemos exactamente o contrário: as autoridades acrescentaram às dificuldades, não só pelas suas decisões, como também pelo seu comportamento teimoso e abrasivo»"

FONTE: http://www.tvi24.iol.pt/politica/antonio...-4072.html

Barreto, Barreto... olha que não parece. Segundo uns iluminados a culpa é do comum trabalhador, que não é produtivo apesar dos "altos salários" que se praticam por cá... LOLWink

E não esquecer os que andam de papo para o ar... que são, segundo os iluminados, quase todos ou a grande maioria! Wink

Esses é que são culpados! Agora os governantes? Não, nem perto... até merecem o voto e a confiança...

LOL
Procurar todas as mensagens deste utilizador
Citar esta mensagem numa resposta
10-10-2011, 20:22
Mensagem: #27
RE: Sendo verdade...
E estás a esquecer-te desta entrevista
Procurar todas as mensagens deste utilizador
Citar esta mensagem numa resposta
10-10-2011, 21:28
Mensagem: #28
RE: Sendo verdade...

(10-10-2011 11:49)Progster Escreveu:  Penso que não seria a mesma coisa. Entre outras coisas, uma coisa é falar "mal" de politica, e de "vidas melhores" outra é falar mal do que é "nosso", e por nosso refiro-me aos "nossos" próprios bens material, sejam poucos ou muitos.
No meios desses "insultos" vem sempre a solução de que falas se a(s) pessoa(s) que a proferem se apercebem ou não, já é outra questão. E deixa-me que te diga enquanto forem insultos verbais ainda a coisa vai bem...

Quanto aos Engenheiros, Doutores, Futebolistas, Treinadores, Advogados, Juizes, Advogados, Economistas, o que é que querias? Para além de sermos "puppets" da Europa, ainda temos a mentalidade dos últimos 30 anos...

O grave problema é que criticam, falam mal do que é deles e nem sequer se dão ao trabalho de dar as respectivas soluções...
Depois acabam por vir com as revoluções e sei lá mais o quê para solucionar o caso?
As revoluções causam instabilidade, a instabilidade causa guerra e a guerra mata inocentes...é isso que querem?
Neste momento, a Grécia corre o risco de entrar em banca rota, e quais são as consequências disso?Não sabemos ao certo, mas é muito provável que outras economias entrem em colapso e acabem por arrastar a UE para o fosso...
Andam lá todos a pancada, e isso vai adiantar de alguma coisa?Não.

Já parece isto...
http://www.youtube.com/watch?v=klz6IVHfHpY

Respeito necessitasse...respeito por todos e para com todos...

Quanto ao resto, sim temos a mesma mentalidade que tinha-mos a 30anos atrás...infelizmente.


(10-10-2011 11:49)Progster Escreveu:  Obrigação? Obrigação do que? Trabalharam e ganharam o dinheiro honestamente, não digo que não emprestem algum dinheiro..., mas e o retorno? É para quando? Nos dias de hoje hoje será que é certo? Se calhar podem dizer o mesmo de ti, (epá aquele tem uma empresa, logo tem dinheiro e tem a obrigação de nos ajudar").
De resto quanto a "ajudar", a maioria costuma levar conhecidos e familiares para "lá", queres melhor ajuda?

Há quem ache isso...
Há quem ache que quem tem dinheiro tem o dever de ajudar quem não tem...isso faz algum sentido?
Tens exemplos neste post (http://forum.pplware.com/showthread.php?tid=7493)

Quanto ao que referes dos empresários, as pessoas tem a ideia de que qualquer empresário tem muito dinheiro...ideia completamente errada...
Lembrem-se que se um funcionário por conta de outrem for para o desemprego, recebe uma indemnização e ainda vai para o fundo de desemprego...
Um empresário, fica sem nada...ás vezes até os seus próprios bens para pagar despesas e dividas da empresa...

Não é fácil a vida, nada fácil.
Alguns iluminados é que se lembram de olhar só para o próprio umbigo e de dizer asneira atrás de asneira...Os outros é que são sempre culpados das desgraças todas, nunca eles.

(10-10-2011 11:49)Progster Escreveu:  Tal como já disse há casos e casos, em que alguns... enfim, mas estando em Portugal, se fizesses a vida que eles fazem será que tinhas os €'s extra para isso? Não me parece...

Não é verdade que não tinha os € extra para isso, mas estavas no teu país e perto daqueles que amas(ou não).
Não sou contra as pessoas irem para fora, seria estúpido se o fosse...sou contra as pessoas passarem um ano inteiro a "passar fome" para virem ao seu país fazerem-se de grandes...
Sair do país, da zona de conforto é bom...mas é para conseguir uma vida digna, não para ter a mesma vida de miséria 11meses e 1mês com vida de burguês.

(10-10-2011 11:49)Progster Escreveu:  Equilibrio? Correndo o risco de estar a interpretar mal, pela tua lógica um dos lados da balança está mais pesado que o outro não?

Pesado em que sentido?
Mas alguém tem dúvidas que quem manda nisto é o povo?
Alguém tem dúvidas que basta o povo querer que isto muda?
Somos uma maioria, e se agirmos como um todo e com pés e cabeça conseguimos que isto mude...
O problema é que temos iluminados por todo lado que querem tudo a bruta...que só olham para eles e os outros que se lixem...
Visitar Website de este utilizador Procurar todas as mensagens deste utilizador
Citar esta mensagem numa resposta
10-10-2011, 22:04
Mensagem: #29
RE: Sendo verdade...
(10-10-2011 20:22)JPedrosa Escreveu:  E estás a esquecer-te desta entrevista

Não deixa de ser "o mais provável".
Aliás... já delegamos poderes a outros e prescindimos de parte da nossa Nacionalidade.
Eu continuo a dizer que o pior que já aconteceu neste rectângulo foi a ideia de independência... e continuo a acreditar que os descobrimentos foram resultado do desejo de, já na altura, o pessoal se querer por a andar deste antro!

WinkLOL
Procurar todas as mensagens deste utilizador
Citar esta mensagem numa resposta
11-10-2011, 02:14 (Esta mensagem foi modificada pela última vez a: 11-10-2011 02:57 por progster.)
Mensagem: #30
RE: Sendo verdade...
Boa noite.

(10-10-2011 21:28)RaCcOn Escreveu:  (...)
O grave problema é que criticam, falam mal do que é deles e nem sequer se dão ao trabalho de dar as respectivas soluções...
Depois acabam por vir com as revoluções e sei lá mais o quê para solucionar o caso?
As revoluções causam instabilidade, a instabilidade causa guerra e a guerra mata inocentes...é isso que querem? (...)

Como tu dizes várias vezes cada um tem a sua opinião...
Acho que não se pode "culpar" as pessoas, da maneira como expressam a sua revolta e o descontentamento, seja ou não da maneira apropriada, toda a gente tem direito á liberdade de expressão, (um dos benefícios do 25 de Abril...) mesmo que o que digam sejam só baboseiras.

Quanto á "revolução" já disse o que tinha a dizer e não me quero repetir novamente. Adiciono só que em 1974 a coisa melhorou. Ok, fazendo um apanhado das últimas décadas... enfim..., mas em comparação com o regime anterior melhorou. Acho que ao menos neste ponto concordamos, ou não?

(10-10-2011 21:28)RaCcOn Escreveu:  (...)
Respeito necessitasse...respeito por todos e para com todos (...)

Quando nem sequer quem deveria dar o exemplo o faz, como é que "nós" (povo) o poderemos fazer?...

(10-10-2011 21:28)RaCcOn Escreveu:  (...)
Quanto ao que referes dos empresários, as pessoas tem a ideia de que qualquer empresário tem muito dinheiro...ideia completamente errada...
Lembrem-se que se um funcionário por conta de outrem for para o desemprego, recebe uma indemnização e ainda vai para o fundo de desemprego...
Um empresário, fica sem nada...ás vezes até os seus próprios bens para pagar despesas e dividas da empresa (...)

Não era nada disto a que me referia, dei o exemplo para fazer a comparação com a questão dos emigrantes "terem" mais dinheiro.

(10-10-2011 21:28)RaCcOn Escreveu:  (...)
Não é verdade que não tinha os € extra para isso, mas estavas no teu país e perto daqueles que amas(ou não).
Não sou contra as pessoas irem para fora, seria estúpido se o fosse...sou contra as pessoas passarem um ano inteiro a "passar fome" para virem ao seu país fazerem-se de grandes...
Sair do país, da zona de conforto é bom...mas é para conseguir uma vida digna, não para ter a mesma vida de miséria 11meses e 1mês com vida de burguês (...)

Felizmente ou infelizmente cada um lá sabe de si...


(10-10-2011 21:28)RaCcOn Escreveu:  (...)
Pesado em que sentido?
Mas alguém tem dúvidas que quem manda nisto é o povo?
Alguém tem dúvidas que basta o povo querer que isto muda?
Somos uma maioria, e se agirmos como um todo e com pés e cabeça conseguimos que isto mude...
O problema é que temos iluminados por todo lado que querem tudo a bruta...que só olham para eles e os outros que se lixem...

Então e isto?...
Não poderia ser interpretado como revolução? Big Grin
É que no meu ver, se o povo saísse á rua, mesmo que fosse "com pés e cabeça" em que é que seria diferente da Grécia?...

A policia de choque mais cedo ou mais tarde...

Lá se acendia o rastilho...

Cumprimentos.

EDIT: E lá vai mais uma...

Daniel Bessa admite “pancadinha” nos subsídios de Férias e Natal

O antigo ministro das Finanças diz que surpresas como a da dívida da Madeira vão obrigar a mais austeridade.10-10-2011 21:38

Os portugueses não deverão receber subsídio de Natal no próximo ano e poderão ver reduzido o subsídio de férias, prevê o ex-ministro da Economia, Daniel Bessa.

“Quase tudo o que se diz em Portugal que é temporário, pode ser temporário, mas é capaz de ser por uns anos. Eu não acredito, por exemplo, que o subsídio de Natal de 2012 não apanhe uma pancadinha pelo menos igual à deste ano, provavelmente maior”, afirma o economista.

Daniel Bessa considera que o Orçamento do Estado para 2012 vai ser particularmente restritivo para o país conseguir cumprir as metas definidas no acordo com a “troika”.

O antigo ministro das Finanças sustenta que as surpresas quanto à dívida da Madeira deverão obrigar a mais austeridade.

“Quando fizemos o acordo com a troika não sabíamos destas habilidades na Madeira. Significa mais défice, portanto, como há um compromisso de pôr as contas em ordem, de cada vez que se descobre um buraquinho desses lá vem mais impostos”, sublinha.

Daniel Bessa falava aos jornalistas à margem da apresentação do livro “Uma estratégia para Portugal”, da autoria do empresário Henrique Neto.

Fonte: http://rr.sapo.pt/informacao_detalhe.asp...&did=34026

Que já ai vinha, isso já todos nós sabiamos, mas...

Bolas como é que os emigrantes não hão-de dizer que "lá" é que é, mesmo que não seja.

[Imagem: ztc07a.jpg]
Não resolvo dúvidas por PM.
Procurar todas as mensagens deste utilizador
Citar esta mensagem numa resposta
Colocar Resposta 


Saltar Fórum:


Utilizadores a ver este tópico: 3 Visitante(s)